Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira da Unidos de Padre Miguel terá coreografia de Beth Bejani e Ana Paula Lessa

5 07 2016

Reforço na Unidos de Padre Miguel:
Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira terá coreografia de Beth Bejani e Ana Paula Lessa

image

Cada vez mais em busca do título, a Unidos de Padre Miguel conta com um reforço valioso. A escola acaba de contratar Beth Bejani e Ana Paula Lessa para dar todo apoio corporal e coreográfico ao seu primeiro casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Vinícius Antunes e Jéssica Ferreira, que há três anos defende o pavilhão da escola. A dupla de coreógrafas possui ampla experiência na Avenida trabalhando com casais de peso no Carnaval carioca e se mostra entusiasmada para iniciar os preparativos na vermelha e branca da Zona Oeste.

image

Beth Bejani tem formação em dança clássica pelo Centro de Danças Johnny Franklin, onde foi aluna, bailarina do Rio Ballet, professora e coreógrafa. Também fez parte do ballet da Rede Globo, participando de diversas novelas, seriados e musicais. Começou no carnaval em 2005 ensaiando e coreografando o primeiro casal da Mangueira, na época, os renomados Marquinho e Giovanna, a convite de Carlinhos de Jesus e ao lado do seu marido, o coreógrafo Hélio Bejani. Logo depois, seguiu com o casal para a Unidos da Tijuca e há quatro anos ensaia o primeiro casal do Salgueiro, Marcella e Sidcley. Também atua com Hélio Bejani nas comissões de frente da Caprichosos de Pilares e nos últimos dez anos, no Salgueiro. Para o próximo carnaval também estarão na Acadêmicos do Cubango.

Ana Paula Lessa é fisioterapeuta, bailarina e atualmente é professora e coreógrafa da Escola de Danças Maristela Lobato. Ingressou no carnaval em 2001, na equipe de Hélio Bejani. Foi assistente da também coreógrafa Elizabeth Tinoco na coreografia do casal do Salgueiro, a parceria continuou em 2014 com o casal da Mangueira, até assumir totalmente em 2015, onde permanece para o carnaval de 2017.

Trabalho em dupla

Sempre em parceria com Hélio Bejani, Beth vai dividir, dessa vez, o trabalho com Ana Paula Lessa, com quem também possui uma longa trajetória no carnaval: “Tudo começou quando o Salgueiro me cedeu à Mangueira para um trabalho com Squel e Raphael. Como eu já estava com o casal do Salgueiro, atuei na Mangueira em parceria com a Ana Paula Lessa, que seguiu sozinha no ano seguinte e está lá até hoje nessa função”, explica Beth, que também teve Ana Paula na sua equipe nas comissões de frente do Salgueiro e da Caprichosos nos anos anteriores.

Ana Paula Lessa entrou para a equipe de Hélio Bejani em 2013 e em 2014 já estava trabalhando com Beth Bejani na Mangueira e diz estar entusiasmada para trabalharem juntas novamente na Unidos de Padre Miguel: “Temos gostos e temperamentos diferentes e isso permite que uma apoie a outra e ainda aumente a oferta de criatividade artística para o casal. Além de ser uma honra trabalhar ao lado dela que, assim como Hélio Bejani, é talentosa, generosa e demasiadamente humana”.

Vinícius Antunes e Jéssica Ferreira

“O primeiro casal da Unidos de Padre Miguel é muito talentoso. Pelo que pude constatar em vídeos e desfiles anteriores que assisti, eles já possuem um talento nato”, elogia Beth, empolgada com o novo desafio. A coreógrafa destaca os pontos mais importantes para ela em um casal de mestre-sala e porta-bandeira e adianta como irá desenvolver seu trabalho:

“O mais importante para mim é a cumplicidade de um com o outro, o entrosamento entre eles, o cuidado carinho e respeito em conjunto com a tradicional arte da dança de Mestre-Sala e Porta-Bandeira. Vamos trabalhar as qualidades de cada um, desenvolvê-los dentro das suas possibilidades e ultrapassar seus limites. Teremos um longo caminho pela frente para lapidar, aprimorar e explorar suas qualidades. Será um novo desafio para que o casal consiga alcançar voos mais altos e desenvolver todas as suas habilidades”, explica.

Ana Paula Lessa define Vinícius e Jéssica como “jovens, talentosos e de rara beleza”. E também aposta no aprimoramento técnico e artístico do casal para que alcancem todas as notas máximas: “Considero importante a cumplicidade e a dignidade com o pavilhão, o entrosamento da dança dos dois, que precisam ser livres e criativos em seus passos individuais, mas que também precisam ter uma unidade na dança enquanto casal. Retirar do coração a força e a vontade de defender o seu pavilhão juntos”.

A intenção da dupla é mesmo fazer um desfile emocionante, levando todo o sentimento de garra e amor para a Avenida: “A dança precisa ter alma e quando alcançamos a união entre todos os pontos trabalhados, essa emoção passa ao público e aí, sim, alcançamos o nosso objetivo de envolver a todos em uma mesma sintonia”, aposta Beth.

Gilberto Leal
Diretor
Marketing e Imprensa


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: