ÁLBUM SAMBAS PARA A MANGUEIRA É INDICADO AO GRAMMY LATINO 2016

23 09 2016

ÁLBUM SAMBAS PARA A MANGUEIRA É INDICADO AO GRAMMY LATINO 2016


O Museu do Samba está em festa. O álbum duplo “Sambas para a Mangueira”, primeiro projeto fonográfico do Museu, foi indicado para o 17º Grammy Latino, na categoria “Melhor álbum de samba/pagode”. A cerimônia de premiação acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, em 17 de novembro. As indicações, para 48 categorias, foram publicadas na última quarta (21) na página oficial do Grammy ( https://www.latingrammy.com/es/nominees ). “Sambas para a Mangueira” concorre com outros quatro indicados. São eles: Martinho da Vila, com o álbum “De bem com a vida”; Rogê e Arlindo Cruz, com a obra “Na veia”; Eduardo Gudin, com “Notícias dum Brasil 4” e Corina Magalhães e seu “Tem mineira no samba”. Em junho deste ano, o álbum do Museu do Samba já havia sido finalista do 27º Prêmio da Música Brasileira, na categoria “Álbum Projeto Especial”.

“Receber esta indicação é um reconhecimento ao trabalho do Museu, de preservação e valorização de nossa memória. No ano em que comemoramos o centenário do samba, esta notícia, independente do resultado final, já representa uma vitória para todo sambista. E nos incentiva a prosseguir com o projeto de resgatar grandes obras de exaltação a escolas como Portela e Império Serrano, produções que já estão em nossos planos. Salve a Mangueira! Salve o samba!”, vibra Nilcemar Nogueira, neta de Cartola e Dona Zica, diretora-executiva do Museu do Samba e responsável pelo projeto do álbum.

Lançado em dezembro de 2015 com parceria da gravadora Biscoito Fino, o álbum “Sambas para a Mangueira” apresenta 30 sambas de exaltação à Verde e Rosa, pouco ou nada conhecidos do grande público, combinados com obras já consagradas de mestres como Cartola, Nelson Cavaquinho e Chico Buarque. O álbum resulta de um trabalho de pesquisa do Museu, que resgatou composições desde a década de 1920. Em uma combinação ímpar de qualidade musical e registro histórico, “Sambas para a Mangueira” reúne gravações inéditas nas vozes de artistas como Beth Carvalho, Alcione, Martinho da Vila, Leny Andrade, Dudu Nobre, Monarco, Xande de Pilares, Teresa Cristina, Leci Brandão e Nelson Sargento, entre outros. O projeto “Sambas para a Mangueira” contou com os patrocínios do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), da Secretaria de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro e do Ministério da Cultura, além do apoio cultural de Casas Bahia/Fundação Via Varejo.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DO MUSEU DO SAMBA

1ª Linha Agência de Comunicação Boutique

Jean Claudio Santana (MTB 26263/RJ)


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: