Sexta, 13 de janeiro, 10h – Museu do Samba recebe certificado do Iphan como centro de referência das matrizes do samba do Rio de Janeiro

12 01 2017

Sexta, 13 de janeiro, 10h
Museu do Samba recebe certificado do Iphan como centro de referência das matrizes do samba do Rio de Janeiro


*Evento acontece nesta sexta-feira, 13 de janeiro, no Museu do Samba
* Sambistas cariocas e Associação da Velha Guarda das Escolas de Samba do RJ serão homenageados pelo órgão do Ministério da Cultura

*Cerimônia abre as comemorações pelos 80 anos do Iphan

O Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), órgão do Ministério da Cultura, reconheceu o Museu do Samba como centro de referência das matrizes do samba do Rio de Janeiro. Em evento que acontece nesta sexta-feira, 13 de janeiro, às 10h, no Museu do Samba (Rua Visconde de Niterói, 1296, em Mangueira), a instituição recebe a certificação do Iphan, que homenageará ainda alguns sambistas cariocas e a Associação da Velha Guarda das Escolas de Samba do RJ. A cerimônia marca também a abertura das comemorações de 80 anos do Iphan.
O evento contará com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa, da secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira, do diretor do departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, Hermano Guanais e da superintendente do Iphan no Rio de Janeiro, Monica da Costa. Entre os sambistas a serem homenageados estão Tiãozinho da Mocidade – atual diretor do Museu do Samba -, Nelson Sargento, Martinho da Vila, Tantinho da Mangueira, Zeca da Cuíca, Manoel Dionísio, Mestre Odilon e Careca do Império, além de outros nomes que contribuem para a preservação da memória e difusão das matrizes do samba do Rio (partido alto, samba de terreiro e samba-enredo).
Fundadora do Museu do Samba e atual secretária de Cultura do Município do Rio de Janeiro, Nilcemar Nogueira também será homenageada pelo Iphan. Neta de Cartola e Dona Zica, Nilcemar coordenou a pesquisa de construção do dossiê que levou ao reconhecimento das matrizes do samba do Rio como Patrimônio Cultural do Brasil. A titulação do gênero foi concedida pelo Iphan no ano de 2007.
Localizado aos pés do Morro de Mangueira, na Zona Norte do Rio, o Museu do Samba surgiu a partir do Centro Cultural Cartola, fundado em 2001. Inicialmente debruçado sobre a memória de Cartola e sua obra antológica, o Centro Cultural Cartola foi se tornando referência em pesquisa, preservação de memória, guarda e mostra de acervos, e atividades de música e cultura para sambistas, instituições ligadas ao samba e ao carnaval. Desde agosto de 2015 o espaço passou a chamar-se Museu do Samba.

SERVIÇO
Museu do Samba
Cerimônia de Certificação do Iphan
Data: 13 de janeiro de 2017 (sexta-feira)
Endereço: Rua Visconde de Niterói, 1296 – Mangueira
Horário: 10h
Tel: (21) 3234-5777

Assessoria de Imprensa do Museu do Samba

Jean Claudio Santana (MTB 26263/RJ)

Tel (21) 98121 0089 – (21) 2235 3020

E-mail: jeanclaudio@1alinha.com.br

1ª Linha Agência de Comunicação Boutique


Jean Claudio Santana (MTB 26263/RJ

Anúncios

Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: