Programa contra a tuberculose 

17 03 2017

Programa contra a tuberculose é realizado na praça de Cordeiro


Coordenadora do Programa de Tuberculose Enfermeira Diana A. L. Guimarães Bard promoveu junto a equipe de saúde o tema TUBERCULOSE, na praça da cidade com o objetivo de chamar a atenção das pessoas para o referido tema.


AGANIM, CENTRO SOCIAL FUSÃO E AMEPA COM SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FAZ CAMPANHA DE TUBERCULOSE PELO PROJETO MESQUITA EM FOCO


No dia 24 de Março, a Praça Elizabeth Paixão em Mesquita de 10 as 14 horas recebe ações da campanha contra a 


tuberculose, que tem como tema: diagnosticar, tratar e curar. A ação é fruto de uma parceria entre a Vigilância Epidemiológica, Saúde, tabagismo, Cultura. No local está sendo realizados exames de coleta de escarro e prevenção para HIV, panfletagem e ações educativas sobre a Tuberculose. O objetivo principal é a conscientização da população para essa doença.
De acordo com uma das madrinhas do evento, a atriz Paloma Bernardi a enfermidade precisa de uma atenção redobrada. “A tuberculose é um sério problema de saúde pública, com profundas raízes sociais. A cada ano, são notificados aproximadamente 80 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,6 mil mortes em decorrência da mesma”, informou Paloma
Também presente ao evento uma constelação de estrelas entre elas Mc Serginho, padrinho oficial da Parada da Diversidade do município, Agles Steib que esta as voltas coma reprise de Senhora do Destino como Maikel Jeckson , Beto Cascardo, ator e jornalista, Bruno Miranda, o Borah de Amor e Sexo, Luana Bandeira do Caldeirão do Hulk e rainha da bateria da Estácio, A secretaria de cultura e o vice-prefeito Waltinho Paixão também ajudou em toda logística. O evento alertará a população quanto aos sintomas e a importância de procurar uma Unidade de Saúde mais próxima. “É crucial que a população fique atenta aos sintomas clássicos da tuberculose como tosse persistente, febre vespertina, sudorese noturna, falta de apetite e emagrecimento. Pessoas que apresentem tosse por três semanas ou mais são suspeitas de ter a doença e devem procurar um serviço de saúde para se submeter a uma avaliação clínica e realização de exames. Todo o tratamento, que dura em média seis meses, é gratuito”.
Neno Ferreira
Coordenador de Diversidade Sexual da Prefeitura de Mesquita
Presidente da ONG AGANIM DIREITOS HUMANOS
Diretor do Conselho Comunitário de Segurança
Representante do Comitê Técnico Nacional de Saúde LGBT
Colunista do jornal de Hoje “Diversão e Lazer”
Colunista da Revista Barra Legal
Colunista do Jornal nos Bairros

TEL: 21-965298991/26978803

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: